Acesse nosso Facebook

Você está em: Home >> Sobre nós>> Histórico da Capela de Santa Cruz II

HISTÓRICO DA IGREJA SANTA CRUZ E DO BAIRRO DE GUAIANASES
Tirado do site: www.rogeralvarenga.blog.com

O marco da fundação do bairro: história que cruza duas capelas

        Os padres Jesuítas foram os responsáveis pela catequização dos índios Guaianás (que viviam em Guaianases, São Miguel e parte de Guarulhos-SP).
          Já  o surgimento da primeira capela do bairro (atual Santa Quitéria) deu-se através da  primeira missa do vigário  paroquial de Arujá-SP,  Pe. João Cardoso de Menezes e Souza, no dia 3 de maio de 1861, data Santa e  também  data oficial da fundação do bairro.
          A Igreja de Santa Quitéria inicialmente chamava-se Santa Cruz do Lajeado, e teve seu terreno doado pelo Sr. Manoel Joaquim Alves Bueno, proprietário das terras do Vale do Ribeirão do Lajeado (onde está o Cemitério do Lajeado).
          Em 06/11/1875, o local da primeira capela teve o nome trocado para Lajeado Velho, pois foi criada outra vila vizinha a estação ferroviária: o Lajeado Novo. Nesta nova região foi criada, em 1879, a Capela de Santa Cruz do Lajeado Novo (atual Comunidade Santa Cruz, patrimônio histórico da Cidade e pertencente a nossa paróquia).
          Em pouco tempo, mudaram-se os nomes das duas capelas construídas:  a de 1861 passou a chamar-se  Santa Quitéria (reconstruída), e a de 1879 passou a chamar-se Santa Cruz (a nossa), que ainda possui seu lado externo intacto.
         Famílias que contribuíram com o crescimento do bairro: Thadeo, Gianetti, Diório, Premiano e Pucci (olarias); Bueno, Pereira, Carmo, Leme, Cunha e Moreira (terras); Calabrez (secos e molhados); Iapequini (lenhas e madeiras); Radiante (vinhos) e Matheus (pedras).
           Sendo assim, a  Comunidade Santa Cruz, pertencente a Paróquia de São Benedito, é a mais antiga  Igreja do bairro de Guaianases,  datada de,  segundo estes estudos, 132 anos. Recentemente, ela foi reformada , e nela há missas no domingo às 9:30hs, celebradas pelo nosso pároco: Pe. Valdir Viana, sacerdote diocesano.

                                                                                                                                    Roger Alvarenga